Salve Seu Casamento Sabendo os Fatores de Risco Para o Divórcio

Se você chegou ao ponto de precisar de ajuda para salvar seu casamento e identificar os fatores de risco que estão trabalhando contra o seu casamento desde o início, então você precisa da melhor informação disponível  para salvar seu casamento hoje de destruição e não entrar em outra estatística de divórcio.

Se você quiser ajudar a salvar seu casamento, você deve entender que os casamentos crescem ou desmoronam, eles não permanecem passivos, o que significa que um casamento seguro não é um lugar onde as coisas são sempre as mesmas. Um casamento forte e sólido é um casamento onde nunca se para de tentar melhorar as coisas.

Se você se pergunta como salvar meu casamento e procura entender por que seu casamento chegou a este ponto você precisa entender os comportamentos que irão levá-lo para a destruição e assim ajudá-lo a fortalecer e restaurar seu casamento.

Se você quiser  salvar seu casamento hoje, você deve começar por identificar os seis principais fatores de risco de divórcio hoje. Muitos casamentos são desafiados e começam com muitos fatores de risco, enquanto outros casamentos começam com fatores que estão a seu favor (bons fatores de risco).

Se você quiser salvar seu casamento hoje, você também deve saber que estes são apenas fatores de risco, não fatores determinantes para a sobrevivência do casamento. Se você tem mais fatores de risco contra você, isso pode significar que você precisará procurar ajuda extra, como ajuda especializada ou aconselhamento para trabalhar com as questões em seu casamento para ser capaz de evitar um divórcio ou separação.

Esses fatores são as coisas que você não pode mudar, mas …

1) Você pode precisar de ajuda para salvar seu casamento se você se casar na adolescência. As estatísticas mostram que se você se casar antes de vinte que este pode ser o mais poderoso e consistente preditor de risco de estabilidade conjugal.
2)Você pode precisar de ajuda para salvar seu casamento se você viveu juntos antes do casamento. Apesar da prevalência generalizada dessa crença, a evidência diz que viver juntos antes do casamento aumenta consideravelmente as chances de divórcio, a menos que você já estivesse envolvido de antemão e se casar logo após mudarem juntos.
4)Você pode precisar de ajuda para salvar seu casamento se seus pais ou os pais de seu parceiro foram divorciados. As estatísticas provam que os filhos de divórcio são mais propensos a divorciar-se, este risco dobra se ambos os parceiros são filhos de pais divorciados.
5)Você pode precisar de ajuda para salvar seu casamento se você tiver um filho juntos antes do casamento. No entanto, casais com filhos têm um risco ligeiramente menor de divórcio do que casais sem filhos.
6)Você pode precisar de ajuda para salvar sua união se você não for casado por muito tempo. Quanto mais tempo você estiver casado, mais provável você permanecerá casado. Os dois primeiros anos são os mais críticos, mas metade de todos os divórcios acontecem no sétimo ano do casamento.
7)Você pode precisar de ajuda para salvar seu casamento se sua renda anual for inferior a R$ 75.000 anual. A Academia Americana de Advogados matrimoniais considera problemas financeiros uma das cinco principais razões para o divórcio.
Se você precisar de ajuda para salvar seu casamento, você deve saber que as situações a seguir estão a seu favor. Esses preditores se aplicam a quando você está casado e incluem fatores como boa comunicação e habilidades de resolução de conflitos que você atualmente possui no seu casamento.
1)Vocês eram ambos mais velhos quando se casaram. Casar após a idade de 25 diminui suas chances de divórcio, porque você tende a ser mais maduro e mais claro no que você está procurando em seu parceiro.
2)Você compartilha as mesmas crenças religiosas. Isso tende a dar no casamento um propósito mais elevado e traz ao casal um bom nível espiritual. Esses valores religiosos compartilhados podem ajudar a manter seu casamento crescendo juntos, diferente se for ao contrário.
3)Você tem ensino superior, isso diminui as chances de divórcio em comparação com um abandono escolar.
4)Seus pais ainda estão juntos e o que você aprendeu sobre o casamento vem de ver seus pais. Se você aprendeu estratégias que ajudaram seus pais a permanecer junto suas possibilidades do divórcio diminuem.
5)Sua renda é acima de R$ 150.000 anual, casais nesta faixa de renda tendem a experimentar menos estresse sobre o dinheiro.
6)Vocês têm um filho juntos, casais com filhos novamente, têm um menor risco de se divorciarem em comparação com sem filhos.

O segredo para um casamento bem sucedido realmente se resumem a três coisas; As pessoas querem ficar, as pessoas sentem que devem permanecer em seu casamento, as pessoas sentem que têm de ficar.

Não é sorte e amor. Esse compromisso pessoal, moral e estrutural é o que mantém os casamentos juntos, não a felicidade. A pesquisa mostra que os períodos infelizes em um casamento não são preditores do nosso futuro. Se você quiser salvar o seu casamento considere esses fatores, mas não confie neles exclusivamente, se você precisar de ajuda para salvar seu casamento, vá buscá-lo.

Estatísticas também mostram que os casais que estavam descontentes com o casamento que ficaram juntos foram mais felizes ou muito mais realizados cinco anos depois.